17 de jul de 2013

Entrevista com o Vampiro – Anne Rice




Livro da escritora Anne Rice lançado em 1976. A edição brasileira teve tradução de Clarice Linspector.

O livro inicia-se com um jovem repórter entrevistando Louis, e este conta sobre sua vida antes de se tornar vampiro, como conheceu Lestat, como se transformou, a vampira Cláudia e Armand. Contam também de suas viagens, pensamentos, sentimentos e etc.

Em alguns momentos, cheguei a pensar que Luis estava sussurrando sua história em meus ouvidos, e em vários momentos tive que parar com a leitura para espairecer a cabeça. Não por causa do vocabulário (que nem é tão complicado), mas pelo que era contado. É aquela sensação de quando te dão muita informação ao mesmo tempo e você precisa parar para digerir tudo antes de continuar, fora que o ritmo de leitura faz com que pareça mesmo que você está ouvindo, e não lendo a história.

A capa também me chamou muita atenção: em outras edições, ela mostrava um homem atrás de uma rosa vermelha ou o desenho de um homem andando por um daqueles corredores antigos e amplos, mas na edição que possuo (a 10ª), a imagem é a de um rapaz com a cabeça apoiada nas mãos com os dedos cruzados, é como se ele estivesse ponderando a melhor maneira de nos contar o que ele passou, e, ao mesmo tempo, pensando e percebendo coisas que haviam passado despercebidas para ele.

Em 1994, a obra ganhou adaptação para o cinema, tendo Brad Pitt como Luis, Tom Cruise como Lestat, Kirsten Dunst como Claudia e Antonio Banderas com Armand. Não me lembro de ter visto o filme todo, mas as cenas que eu lembro fizeram da experiência de ler Entrevista com Vampiro ainda melhor, além de ter melhorado a visualização das cenas, ficou mais fácil de perceber e imaginar as mudanças no humor dos personagens.

Outra coisa que achei interessante (e bizarro) foi o envolvimento de Luis com Armand. Interessante por que a ligação dos dois foi incrível, não teve contato físico, mas a maneira que Luis descrevia tudo o que Armand emanava me tirava o fôlego (eram os momentos em que eu mais parava de ler). Ao mesmo tempo era bizarro por que eu não conseguia tirar da cabeça a imagem do Brad Pitt falando o que Luis falava para Armand, e nem Antonio Banderas atraindo Brad Pitt como Armand fazia com Luis.

As Crônicas Vampirescas é uma coleção composta por 11 livros escritos entre 1976 e 2003. Eu ganhei quase todos no natal de 2010, e sem brincadeiras, quase tive uma parada cardíaca quando eu vi aquele monte de livro no pacote.

Um comentário:

  1. Gostei muito da sua resenha! Estou lendo o livro no desafio de Férias que estou fazendo! Realmente é um pouco estranho a relação entre o Louis e os demais personagens masculinos do livro. rsrs. Passa lá depois para ver. Beijos!
    www.viagensinterliterariasalua.blogspot.com.br
    www.literaturaesquizofrenica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)