13 de mai de 2014

Ao No Exorcist (Mangá)



Também chamado de Blue Exorcist (principalmente aqui no ocidente), a série foi escrita e ilustrada por Kazue Kato, e está em produção desde 2009.

O mundo de Ao No Excorcist é dividido em dois mundos, que são como espelhos um dos outro: o Asiah é onde nós, os humanos, vivemos, e o Gehenna é o mundo dos demônios. Originalmente, uma viagem entre os mundos, ou mesmo um contato entre eles, é impossível. Entretanto, qualquer demônio é capaz de passar à dimensão de Assiah através da possessão de um ser vivente na mesma. Mesmo assim na história existem demônios vagando entre os humanos e só quem pode ver é quem já teve um contato direto com um demônio de qualquer nível. Em contrapartida, existem aqueles chamados de exorcistas, pessoas que treinam para destruir demônios que agem de maneira prejudicial em Assiah.

Satan é o deus dos demônios, mas há uma coisa que ele não tem: um recipiente humano poderoso o suficiente para sustentá-lo até que ele consiga conquistar Asiah. Para isso ele criou Okomura Rin, uma cria sua com uma mulher humana. Mas Rin não está disposto a deixar que Satan o use para seus objetivos.

O começo da história foi bem relax, legal de se ler, mas sem grandes “OMG QUE FODA/IRADO! NECESSITO LER DESESPERADAMENTE!”. Principalmente depois de ter visto (o que me pareceram ser) algumas referencias bem descaradas de Soul Eater (um anime pelo qual tenho uma relação de amor e de ódio, um dia eu explico o motivo). Contudo as coisas o desenrolar começa a ficar interessante aos poucos, lá pelo capítulo 20 a minha reação é: ”Ok, isso está legal de se ler, dá para continuar”. Aí sem que perceba você já está: “PRÓXIMO, PRÓXIMO, PRÓÓÓÓÓXIMO!” Pelo menos comigo está sendo assim. :P

Aí quando esse próximo acaba eles emplacam outra história que é tipo assim mais ou menos a mesma coisa que a primeira. Eu explico: um demônio conhecido como rei impuro teve seus dois olhos divididos e selados separadamente. Um ladrão as rouba e as une e a festa começa. Aí na outra história, o que acontece? Um demônio conhecido como princesa impura tem seu coração dividido em dois e selado separadamente. Um ladrão rouba as duas partes e, olha que coisa, as une também. ¬¬ Comentei que ambos possuem o poder de expelir uma nuvem de podridão prejudicial aos humanos? Ok, Ok, são todos demônios do mesmo tipo (e que fazem parte do mesmo caso), mas poxa vida...

Bom, esse mangá ainda está sedo produzido. Eu li até o capitulo 56, que era até onde estava disponível no site de mangás que eu leio e sinceramente... Para mim, já deu. A história não me conquistou e sei lá... Talvez o anime tenha mais sorte.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)