3 de fev de 2015

Escolhida - P. C. Cast


Se existe uma série capaz de curar a ressaca literária de 26 dias de leitura intensa, essa série, para mim, é House Of Night (ao menos os três primeiros livros da série).

No terceiro mês de Zoey na Morada da Noite (sim, a história é muito rápida... O que talvez acabe gerando uma nova ressaca literária...), muita, mas muita coisa aconteceu: além de ela ter sido marcada e remarcada umas três vezes desde o início da série, ela perdeu o pouco contato com a mãe, a melhor amiga morreu (embora não definitivamente) e, para completar, existe a desconfiança de que a vamp mais poderosa e admirada, Neferet, não seja tão bondosa quanto todos pensam. E isso só fazendo uma recapitulação do que aconteceu nos livros anteriores.

Fazendo um apanhado geral do que aconteceu neste livro (e bem geral mesmo para não ter risco de spoiler), as coisas pioraram um pouquinho para Zoey. Por que agora, seus amigos mais íntimos se afastaram (meio que por culpa dela, embora alguns de seus atos fossem justificados e até explicados), ela perdeu os namorados (sim, ela conseguiu perder os três) e Neferet (que se confirmou como A vilã da parada) ainda está mandando na Morada da Noite. Em compensação, ela ganhou uma grande aliada: Aphrodite (por incrível que pareça, ela não é tão insuportável assim... Pelo menos, não quando quer)

A própria Zoey fez um resumo perfeito da vida dela:
Meio engraçada, meio grosseira e bastante zoneada.
Eu digo que esse livro é um ótimo curador de ressaca literária por que ele é engraçado na medida certa para descontrair: sempre dá para contar com as gêmeas Erin e Shaunee e com o Damien para trazer a tona o lado do humor adolescente e até a megera da Aphrodite colabora as vezes. 

Infelizmente, existe o perigo de você se empolgar na história (como eu fiz), e acabar lendo tudo de uma vez e rápido demais (tipo... em umas 6 horas, como eu fiz... o que acabou estabelecendo um novo record, acho...). O resultado é uma considerável piora na ressaca (acompanhada de uma dor de cabeça bastante incomoda)... Enfim...

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)