9 de fev de 2015

Incontrolável - Sylvia Day


Há muito tempo atrás, em um janeiro passado na praia, uma amiga e eu torramos nossas economias em  uma banca de revista comprando livros puramente escolhidos pela capa. Foi assim que "Casada com um estranho" chegou à nossas mãos. 

Eis que ano passado, ao escolher um livro em uma promoção 5 por R$ 10,00 cada no Submarino, Incontrolável me chama atenção por colocar um nome inesquecível na sinopse.

A confirmação de minhas suspeitas estava logo na contra-capa: Gerard Faulkner, um dos responsáveis pelo meu tombo por livros eróticos estava de volta à minha estante. E dessa vez, ele veio revestido por uma capa maravilhosa ao tato e em uma edição da Universo dos Livros (e só para constar, eu estou amando cada vez mais essa editora).

Isabel Pelham e  Gerard Faulkner são os tipos de pessoas que colecionam amantes e fogem de relacionamentos sério. Ela, viúva de um homem que colecionava amantes descaradamente mesmo diante da adoração de sua jovem esposa. Já ele, solteirão cobiçado por todas as debutantes da alta sociedade londrina, é o tipo de homem que consegue todas as mulheres que deseja com um lindo piscar de seus olhos azuis profundos.

Convencendo Isabel de que um casamento de fachada entre eles resolveria os problemas dos dois (pois nenhum seria mais pressionado com pedidos de casamento) o casal logo se torna um dos mais infames da sociedade. Até que uma notícia envolvendo uma antiga amante de dele abala Gerard ao tal ponto de fazê-lo se afastar de Isabel.

Quando ele volta, quatro anos mais tarde, ela percebe logo de cara que Gerad está diferente... É então que, de fato, os dois começam a se conhecer como pessoas e como amantes.

Mas não vai ser fácil: os dois possuem machucados na alma e no coração. Gerard sabe que será simples conquistar Isabel, ainda mais de ter proposto e afirmado (mais de uma vez) que o casamento dos dois seria somente de aparências.

EU REALMENTE AMO ESSA HISTÓRIA! Sete anos (mais ou menos) se passaram desde que li essa história pela primeira vez e ela continua tão... Envolvente e intensa como antes. As cenas vinham à minha cabeça com uma facilidade incrível, a quantidade de histórias hilárias que eu essa amiga vivemos por causa de Gerard é sem precedentes.

Mas voltando, a edição da Universo dos Livros só melhorou o que já era ótimo: a capa, apesar de simples, é meio texturizada, dando a impressão de estar tocando veludo, as páginas são cremosas, ótimas à leitura, e a fonte é de tamanho perfeito.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)