27 de fev de 2015

Indomada - P. C. Cast



É sério, existe alguma coisa nessa história que faz com que eu a leia extremamente rápido... E o melhor de tudo: ela não dá ressaca.

No quarto volume da série, a distância entre Zoey e o restante de seu círculo vai a tal ponto que Aphrodite começa a ter visões que envolvem a morte de Zoey, indefesa pelo isolamento de seu próprio séquito. As visões da novata também envolvem uma guerra entre humanos, vamps, e uma criatura que consegue ser ainda mais agourenta.

Por falar em maldosa, como se não bastasse Neferet ter se bandeado para as trevas, ela liberta uma criatura ainda pior que ela: Kalona, um demônio temido pelo povo Cherokke (do qual Zoey descende), é descrito como um ser lindíssimo guiado pela maldade que foi aprisionado na terra graças a antigas feiticeiras do povo de Zoey.

O pior de tudo, é que toda (ou praticamente toda) Morada da Noite acreditou em Neferet quando ela chamou Kalona de Erebus, consorte de Nyx e poderosa figura masculina de sua mitologia.

Eu continuo gostando dessa série por que ela é bem leve de se ler. Graças ao humor adolescente garantido pelos adolescentes de House of Night, a história fica bem descontraída, compensando o desenrolar acelerado que o enredo possui.

2 comentários:

  1. Cara como eu odeio qnd comento e nao publica.. e depois ter q digitar td de novo -_- enfim... concordo q HON tem essa capacidade de te prender durante a leitura msm n sendo uma história uau apenas okay... os personagens secundários tb são bons, e o romance q vem por ai da stivie rae com o passaro alado eh mto fofinho!!! =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HoN é um dos melhores remédios para ressaca literária que conheço.
      <3

      Excluir

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)