11 de mar de 2015

Veneno - Sarah Pinborough


Poucas vezes vi uma edição econômica tão linda como essa (fora, é claro, as da Zahar). Além da capa atraente, as páginas que fecham e que abrem os capítulos são decoradas com arabescos que me fazem lembrar daqueles livros infantis enormes e mágicos que eu adorava quando era criança.

Os personagens dessa trama são os mesmos do conto Branca de Neve, dos Irmãos Grimm. E a trama básica também é a mesma: uma rainha-bruxa do mal, uma princesa branca como a neve amada por todos no reino... As duas em um convívio que poderia ser chamado de pacífico até que um pedido de desculpas da rainha falha, uma bruxa ainda pior que a Rainha Má decide que Branca de Neve deve morrer e um Príncipe mesquinho e mentiroso que acaba ajudando (ou serias melhor dizer, agravando) a maldição da maçã envenenada.

Ao longo da história, dá para perceber indícios de outros contos de fadas, tipo Aladin, Cinderela, A Bela Adormecida e João e Maria e eu adorei a maneira como essas intervenções foram feitas na história principal.

Em alguns momentos da história (principalmente nas caracterizações dos anões e do caçador), eu me lembrei mesmo dos personagens de Once Upon a Time. Exceto pelo Rainha Má. Nessa eu me lembrei da rainha de Branca de Neve e o Caçador.

A narração é bem gostosa de se acompanhar e estou animada para o próximo voluma da série. :)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)