2 de mar de 2015

Vittorio, O Vampiro - Anne Rice


Depois de quase dois anos lendo Anne Rice quase mensalmente, é estranho pensar que, mais alguns meses e ficarei sem mais nenhum para ler (faltam cinco títulos dela para serem lidos ainda).

Vittorio é um vampiro antigo, mais antigo até que Lestat), mas, ao contrário de todos os outros personagens vampirescos das Crônicas Vampirescas, ele não faz parte do círculo de Lestat, nem nunca se encontrou com ele nem com nenhum dos outros personagens.

Mas esse vampiro foi desafiado por eles a lançar sua história no mundo tal como Loius, Lestat, David, Armand, Marius e Pandora fizeram.

O caminho de Vittorio em direção ao caminho sombrio começa quando ele vê dois vampiros destruírem toda sua família e seu castelo, sobrevivendo somente graças ao intermédio da vampira Úrsula.

Em uma busca por vingança, ele é levado à Ordem do Graal de Sangue, uma seita composta por vampiros vestidos com vestes escarlates.

Recusando-se a fazer parte dessa congregação bizarra, Vittorio é deixado em Florença, onde mercadores o levam para um mosteiro para repouso. É no caminho desse mosteiro que ele encontra os anjos (sim, você leu certo, anjos) que o ajudarão a cumprir a promessa de destruir os vampiros da Corte do Graal de Sangue. 

Como recompensa pela aniquilação da Corte, Úrsula, a única a ser poupada por ter salvo a vida de Vittorio, transforma o garoto em vampiro. Juntos os dois continuam vivendo no castelo que pertencera à sua família, isolado do resto do mundo por florestas.

Apesar da narrativa inconfundível de Anne Rice, esse livro não me empolgou muito... celestes demais no meio eu acho... Sei lá, faltou alguma coisa.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)