7 de mai de 2015

Profundamente Sua - Sylvia Day


O livro que deveria servir como um cura-ressaca literária acabou ganhando o status de "alívio mental" logo nas 150 primeiras páginas de O Primo Basílio. Não gosto muito do artifício de ler dois livros ao mesmo tempo, mas foi algo necessário.

A relação entre Gildeon e Eva é bastante intensa tanto na via positiva quanto na negativa. Os traumas que cada um carrega se tornam veneno para a relação dos dois enquanto o amor que um sente pelo outro é o antidoto.

Nesse volume da série, algumas figuras do passado de Eva voltam á sua vida (inclusive a pior de todas elas), desencadeando algumas coisas beeem tensas entre os dois. A presença (constante) da ex-noiva de Gildeon também não ajuda muita coisa.

Assim como em Toda Sua, esse livro é narrado em primeira pessoa. É a Eva quem conta a história e a autora se utilizou muito bem da visão parcial da Eva (alguns acontecimentos ficariam um tanto sem graça se tivessem sido contados por um narrador onisciente)

Preciso deixar registrado que estou me tornando cada vez mais fã da Sylvia Day (sou bem suspeita para falar dela, já que ela é a responsável pelo meu lindíssimo Gerard), mas a maneira como ela desencadeou o enredo de Profundamente Sua foi incrível. Ela conseguiu fazer com que eu sentisse na pele um pouco da montanha-russa emocional de Eva (tá certo que não sou lá um poço de estabilidade emocional, mas enfim).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)