1 de jun de 2015

A Mão Que Me Acariciou Primeiro - Maggie O'Farrell


Quando o catálogo de Abril dos parceiros do Grupo Editorial chegou, fiquei bem receosa quanto aos livros que eu queria pedir. Foi meio que nesse momento que finalmente me dei conta do quão difícil é escolher livros (escolher 3 entre 15 é uma tarefa árdua quando sua curiosidade por livros diferentes é alta). Acabei utilizando uma técnica bem conhecida minha e me deixei levar pelas capa e pelo título.

O nome "A mão que me acariciou primeiro" me pareceu muito sugestivo, e acabei colocando-o a frente dos meus outros desejos.

O que temos inicialmente são duas mulheres (Lexie e Elina) e um lugar (Londres). As duas vivem em momentos diferentes da história de Londres, e estão em momentos diferentes da vida: Lexie acaba de sair de casa para ir morar longe dos sufocantes pais, Elina começa a se recuperar de uma cesariana que quase lhe custou a vida.

Apesar de estarem separadas por uma geração, em vários momentos da história fica claro que existe alguma ligação entre elas. As vezes é a mera descrição de um carrinho de bebê, ou uma atitude que nos revela suas personalidades singulares, gostos em comum, etc.

Confesso que, em alguns momentos ai longo da leitura, foram essas ligações tênues entre as duas personagens que me fizeram continuar a leitura. A curiosidade em relação à essas ligações era muito maior do que minha preferencia por narrativas mais rápidas. Alias, pensando agora, acho que foi justamente por este livro possuir um ritmo mais lento que consegui perceber esses momentos em que o passado (Lexie) e o presente (Elina) se misturavam.

Aí lá pelas tantas, quando você finalmente consegue juntar as peças, e determinar o que e quem é o responsável pela proximidade dessas duas pessoas... meu Deus! Maggie O'Farrel foi incrivelmente bem sucedida nesse livro.

Este livro é muito sobre os personagens descobrindo sobre si mesmos, sobre como eventos  e lugares inicialmente sem conexão se juntam de maneira tão coesas, e como o tempo consegue se sobressair às memórias e aos segredos.

É serio, eu terminei A Mão Que Me Acariciou Primeiro quase chorando de emoção e imensamente feliz por ter escolhido um livro tão incrível.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)