10 de jun de 2015

O Amor Não Tem Leis - Camila Moreira


Não estava planejando ler este livro agora (tipo, há outros livros na frente), mas, graças a uma ressaca literária titânica, aumentei a recém construída pilha de livros "em processo de leitura" e pesquei esta capa maravilhosa.

Parece meio clichê (e, na verdade, é mesmo) mas eu adoro histórias que envolvem grandes e importantes homens de negócio e suas secretárias/assistentes (tenho um verdadeiro tombo por engravatados de personalidade forte, ainda mais se, além de tudo, eles treinassem muay tai).

O cara em questão se chama Alexandre Ferraz, advogado criminalista de uma firma que leva o nome de sua família. Bem sucedido em sua carreira, Alexandre sabe o impacto que causa nas pessoas (e sabe muito bem usar isso para conquistar as pessoas, especialmente as mulheres).

Na outra ponta temos Maria Clara, uma mulher de 23 anos que retornou à faculdade de direito após passar um tempo no exterior. Entre ela e o diploma, está somente a necessidade do período do estágio obrigatório, o que ela cumprirá na empresa de Alexandre, como estagiária do próprio.

Nenhum dos dois estavam buscando compromisso sério... Mas o acordo que os dois fizeram para saciar sua necessidade um do outro acabou se mostrando insuficiente para as duas partes.

Apesar da relação estagiária/supervisor ser contra a politica da empresa Ferraz, Alexandre e Clara insistem, e acabam até conseguindo ótimos meses de um relacionamento secreto e "tranquilo". O problema começa quando Lais, melhor amiga dee Clara, inventa de levá-la ao show de Erick Mayer, ex-namorado de Clara.

E isso é só o inicio, por que a biscate da vez é bem poderosa e tem sangue nos olhos (e, acho eu, nas mãos).

Apesar de ter identificado todos os "elementos" de praticamente todo e qualquer erótico (cara lindo de morrer, mulher linda de morrer, traumas no passado de um deles, biscate a tiracolo (e, nesse livro, são duas), gostei bastante da maneira com a autora trabalhou estes pontos. O livro, em nenhum momento que eu consiga me lembrar, ficou chato (prova disso é que o li em apenas um final de semana).

Uma coisa que achei interessante, é que Camila fez uma série de playlists ao longo do livro, colocando trechos e mais trechos de musicas (a maioria delas, conhecidas) ao longo da narrativa (que, por sinal, alterna entre Ferraz e Clara). É primeira vez que vi alguém fazer isso e o resultado ficou bem legal.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)