4 de jun de 2015

Tentada - P. C. Cast


Foi há poucas horas que Zoey, juntamente com um círculo de magia projetado especialmente para isso, afastaram Kalona, Neferet e os Raven Mockers, de Tulsa. Mas as coisas não param: Zoey revive um pouco mais de seu passado como A-ya (a boneca de barro feita para amar e aprisionar Kalona), na Morada da Noite, a batalha contra os filhos amaldiçoados de Kalona deixou feridas profundas nas poucas pessoas que enxergaram as intensões maldosas de Neferet. E daí a coisa só piora.

Existem algumas diferenças em relação aos outros livros da série, duas delas são mais escancaradas: a primeira é que, pela primeira vez, cada capítulo possui um narrador próprio. A principal narradora principal continua sendo Zoey, mas também passamos a acompanhar as coisas pelos olhos de Stevie Rae, de Afrodite, e de outros personagens. O segundo é que nesse volume não há tantas piadinhas nerds/ de adolescente. não sei se por conta da gravidade das coisas, ou pelo amadurecimento dos personagens, a quantidade de ataques de risos histéricos que tive durante a leitura diminuiu.

(Outra coisa boa é que, aparentemente, a Zoey conseguiu se segurar para não arranjar, de novo, um namorado número três. Até por que, o candidato a tal cargo é quem, ao que parece, pode acabar com o mundo inteiro).

De um modo geral, essa série continua se mantendo como uma boa opção de cura ressaca literária. Apesar de, como eu já disse, essa parte da história ser um pouco mais séria que as demais, a narrativa é bem gostosa e é bem rápida também.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)