6 de jul de 2015

O Livro de Merlin - T. H. White


Enfim cheguei ao quinto e ultimo livro da série O Último e Eterno Rei. E foi surpreendente perceber o quão diferente a história ficou em comparação ao seu início (é tipo a diferença entre água e óleo). Parece que tudo ficou mais elegante, mítico e infinitamente mais suportável de ler.

Em A Chama ao Vento (quarto livro da série) Arthur viu todo o seu trabalho com a Tavola redonda ruir graças a seu filho Mordred. Obrigado a travar uma guerra contra seu próprio filho, o velho Reis sente todo o peso da idade e do fracasso em seus ombros cansados.

É nesse momento que o mago Melin ressurge de prisão na caverna para ensinar à Arthur duas ultimas e preciosas lições. (O curioso foi perceber que as duas lições vividas foram, na verdade, revividas, já que Arthur as vivenciara em A Espada na Pedra).

Abrindo mão do meu "roteiro básico para escrever resenhas", a história do Rei Arthur é, talvez, uma das mais conhecidas e manjadas pelos amantes de literatura (tanto que existem inúmeras versões em livros, séries, filmes, desenhos etc), até aí, nenhuma novidade. 

Porém, o pulo do gato da versão de T. H. White foi, acredito eu, a maneira como ele construiu essa narração: apesar de o uso de anacronismo ter sido (muito) exaustivo no primeiro e quase insuportável no terceiro, no quarto e quinto livro da série esse recurso foi usado de maneira tão habilidosa que, sério, nem parece ser a mesma série. E o amadurecimento de Arthur foi a grande chave para essa mudança. Arthur passou a entender as palavras de Merlin e a discutir sobre os conselhos do mago ao invés de apenas absorvê-los.

A coisa toda faz ainda mais sentido quando você percebe que o narrador é o próprio T. H. White, por que você entende que a única maneira que o autor encontrou de ensinar a Arhur (e a nós) sobre as coisas humanas (principalmente sobre política) foi usando exemplos de sua própria realidade (a série O Único e Eterno Rei foi escrita entre 1938 e 1977).


As ilustrações de Alan Lee, como sempre, são um show a parte. <3

Um comentário:

  1. Achei fantástico a forma como descreveu o livro e o conteúdo. Deu uma vontade de ler. Você saberia de alguém que esta vendendo a coleção? Procurei na Estante Virtual e apenas achei o 1 e 2. Grato por qualquer dica. ;)

    ResponderExcluir

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)