12 de fev de 2016

Obstinada - Sylvia Day


As sedas e as rendas da alta sociedade londrina de 1770 escondem uma organização secreta formada por espiões de elite determinados a proteger a Coroa de seus inimigos. A missão de Marcus Ashford é proteger a viúva de um antigo membro da organização, e promover uma pequena vingança pessoal contra Elizabeth Hawthorne, sua antiga noiva que fugiu e se casou com outro homem. 

Elizabeth é obstinada e teimosa. E também é a paixão de Marcus mesmo antes de ela ter fugido às vésperas do casamento dos dois. Defender a Coroa de seus inimigos é coisa fácil se comparado à tarefa de proteger seu coração da devastação causada por tal mulher.

Não há muito como protelar o veredito: comparado aos outros livros de Sylvia Day, este foi o mais monótono até agora. Marcus me conquistou por um breve momento que durou três ou quatro parágrafos em um dos capítulos iniciais do livro e desde então não me envolveu mais. Uma pena, mas não se pode ganhar todas certo?

O que mais gostei nesta história foi a participação de Christopher St. John, o protagonista masculino de Desejada e uma levíssima referencia ao casal Faukner, meus adoradíssimos protagonistas de Incontrolável. A participação de St. Jonh foi uma das coisas que mais me motivou à terminar a história (a outra foi a curiosidade de saber como a história iria terminar).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)