8 de ago de 2016

Dominadas - Sylvia Day


Ao contrário dos outros livros da autora, Dominadas é formado por três romances curtos que, apesar dos diferentes protagonistas, estão indiretamente relacionados.

Apesar das bolas foras que foram os últimos livros que li da Sylvia Day, insisto em ler suas obras pois, a meu ver, quando ela acerta, o faz lindamente bem. As três histórias deste livro são bons exemplos do que ela faz quando acerta a dose de todos os elementos de uma trama.

A primeira história é do casal Sebastian Blake e Olivia Merrick. Olivia se casou por procuração com o Conde de Merrick, e estava indo para Londres conhecer ser marido quando o navio que a levava foi atacado no mar pela embarcação do temido Capitão Phoenix. Há muito ele se entregou à vida no mar para fugir de um mundo que o desagradava, a ponto de esconder seu berço nobre com a alcunha de um criminoso bárbaro e selvagem... Até descobrir que sequestrara sua própria esposa. E, ainda por cima, se apaixonara perdidamente por ela.

Ao entrar em um clube masculino vestida de homem, a doce Julienne La Coeur, despertou em Lucien Remington desejos que nenhuma debutante de berço nobre deveria despertar em um homem como ele. Ainda assim, a donzela mais cobiçada da temporada colocou em xeque o coração (e a sanidade) de um dos maiores libertinos conhecidos pela alta sociedade londrina.

Assim como Lucien, Hugh La Coer não é um bom homem para se ter por perto. Após quase dizimar a riqueza da família e ser posto em seu lugar pelo homem que levou sua irmã ao altar, Hugh decide aceitar o convite de Julienne e se juntar a eles em um evento de inverno na propriedade do casal. No caminho, porém, uma nevasca o coloca no meio de um acidente e ele é obrigado a buscar ajuda e abrigo na propriedade pertencente à "Duquesa Louca". Só que quem enlouquecerá (de paixão) será ele.

Não tenho como dizer o quão feliz fiquei ao ver que Sylvia Day atendeu, e superou, às minhas expectativas. Adoro essa mulher, adoro suas obras e, mesmo que não goste de todos os livros que ela publique, nunca vou deixar de lê-los.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)