16 de out de 2016

As Mil e Uma Noites #Livro02


A compilação dos quatro livros da história de As Mil e Uma Noites que formam esta coleção da Biblioteca Azul são provenientes de, basicamente, quatro manuscritos que possuem duas origens diferentes: uma síria, e uma egípcia, sendo dois manuscritos de cada vertente.

O segundo livro trás a finalização das noites encontradas nos manuscritos do chamado Ramo Sírio (111 noites, incluindo o início da história do rei Qamaruzzaman), e também as noites contidas nos dois manuscritos do Ramo Egípcio. Este último, composto por uma duas histórias completas distribuídas em 73 noites, incluindo a historia completa de Qamaruzzaman e seus filhos e mais uma outra completa.

Dessa vez, percebi que alguns trechos de algumas poesias, ou mesmo poesias completas foram reaproveitadas ao longo da história (algumas mais de uma vez até). Mas, ao contrário do que possa parecer, a coisa toda não ficou repetitiva (pelo menos não quando se pula o ultimo parágrafo de uma noite e o primeiro (e as vezes o segundo da noite seguinte).

Em relação à leitura, achei esta parte muito mais fácil que a primeira, talvez pela quantidade menor de narradores implícitos nas histórias contadas por Sahrazad. E só por não ter aquele barbeiro insuportável que me lembrou até demais uma pessoa que eu não aprecio (para não dizer coisa muito pior) já fez o livro dois ganhar muitos pontos comigo.

A avaliação da história como um todo está bastante positiva e vou aguardar ansiosamente pela próxima leitura. :)

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)