18 de jan de 2017

À Sua Espera - Abbi Glines


Reese Ellis encontrou em Rosemary Beach um lugar para recomeçar. O pouco que se sabe sobre ela é que, além de muito reservada, ela não se sente muito a vontade com homens (exceto com seu amigo Jimmy, mas ele é gay, então, de acordo com a própria Reese, não conta) e que trabalha como faxineira nas casas dos milionários da cidade.

Em um de seus dias de limpeza, enquanto trabalhava na casa de uma cliente (que estava vazia, já que sua dona estava curtindo suas férias em Paris) Reese, como de costume, solta sua voz e começa a cantar a plenos pulmões.

Só que a casa não estava vazia.

Mase Mannimg viajou do Texas até a Florida depois de um dia exaustivo no rancho em que trabalha só para ver a meia-irmã e a sobrinha. Dando a si mesmo algumas merecidas horas de sono, ele para em uma das casas de seu pai, que ele sabe estar vazia, para descansar, mas uma voz realmente muito ruim o acorda. Furioso, elesai da cama para descobrir a origem do som que está estragando tantas musicas bonitas, mas seu mal humor desaparece no momento em que ele conhece Reese.

Para ela, é constrangedor saber que atrapalhou o sono de um hóspede da dona da casa, e por isso mesmo passa a ter cuidado redobrado para não fazer nenhum som durante o resto de seu expediente. Mas o tiro sai pela culatra e ela acaba, não somente fazendo bastante barulho como também se machucando em um acidente de trabalho.

Alguma coisa em Reese despertou um forte instinto de proteção em Mase. Mordido por esta necessidade, e por outros pequenos sinais demostrados por ela, ele começa uma aproximação lenta, gentil e, inicialmente, amigável.

Mase só quer ajudá-la, mas talvez Reese desperte nele sentimentos muito mais profundos que amizade.

O enredo de À Sua Espera é uma história de amor fofa e muito bonitinha. Gostei bastante de ver a maneira de Mesa reagir e lidar com os problemas de Reese (na verdade, acompanhar as reações dos protagonistas masculinos diante das nuances de personalidade de suas parceiras tem atraído cada vez mais).

Apesar de ter sido uma boa leitura, não cheguei a me empolgar muito com a história (o que é meio frustrante, já que ganhei este este livro de alguém cujo gosto literário se parece bastante com o meu).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)