28 de abr de 2017

O Conde Enfeitiçado - Julia Quinn


Michael Stirling é conhecido por toda a Londres por ser o libertino mais lendário que já frequentou a alta sociedade até então. Ele passou por um daqueles momentos que mudam sua vida para sempre na noite em que conheceu Francesca Bridgerton, apaixonando-se por ela praticamente à primeira vista.

Infelizmente para ele, tal evento extraordinário aconteceu no jantar de ensaio do casamento dela. Dali a trinta e seis horas, Francesca seria uma mulher casada. Com seu primo, a quem ele sempre considerara como irmão.

Os anos que se seguiram não poderiam ser descritos de outra forma que não tortura: Michael escondia ferrenhamente seu amor enquanto frequentava a casa de John e Francesca praticamente todos os dias, tanto pela grande estima a John quando pela amizade que acabara por cultivar com Francesca.

Em uma noite porém, John foi dormir para curar-se de uma dor de cabeça incomoda e não acordara mais. A ruptura brusca da amizade que havia nascido entre os três e os acontecimentos posteriores levaram a uma súbita ruptura entre os dois sobreviventes, a ponto de Michael isolar-se em outro continente para manter-se afastado de Francesca, e do que ele sentia por ela.

Mas os quatro anos de separação não foram o bastante. Ele ainda a ama e ela... Ela o acha diferente. Não sabe como, nem como aconteceu exatamente, mas seja lá o que for, o fez olhá-lo de outra maneira.

Algumas coisas são como um feitiço impossível de se escapar. O amor é uma delas.

Diferente de todos os outros livros Bridgertons até agora, O Conde Enfeitiçado tem um toque de tragédia que me fez ficar a todo o momento prestes a cair em lágrimas (e olha que eu bem que gosto de um drama em família). Gostei de ter visto o trabalho de pesquisa que a autora desenvolveu para tornar tudo mais verossímil e mais ainda de saber que parte da renda deste livro foi destinada a fundo de pesquisas destinado a pesquisa de remédios para a malária (para entender a referencia, favor ler o livro).

Juilia Quinn está se tornando uma de minhas autoras preferidas quando o assunto é quebra de ressaca literária. <3

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)