29 de set de 2017

A Villa – Nora Roberts



Os vinhedos da família Giambelli são sinônimos de excelência nos quatro cantos do mundo.

O legado foi conquistado com garra, zelo, respeito e amor, e Sophia Giambelli, a terceira geração da família e atual alta executiva de marketing e relações públicas da empresa, segue essa fórmula a risca.

No centenário da vinícola Giambelli, La Signora, a matriarca da família, anuncia a chegada de grandes mudanças, todas girando em torno à fusão com a vinícola MacMillan.

Para Sophia, a maior mudança será ficar perto de Tyler MacMillan sem querer mata-lo. Grosseiro, turrão, alheio a tudo e a todos e extremamente dedicado à arte de plantar uvas e fabricar vinhos. Ainda assim, ela não apenas precisa ensinar Ty as particularidades do marketing como também aprender todos os cuidados do cultivo da uva.

Mesmo contrariados, Tyler e Sofia terão que trabalhar em conjunto. E apenas assim, unidos e coesos, Giambellis e MacMillans conseguirão passar pelos acontecimentos que marcarão o centenário dos vinhos Giambelli.

Nora Roberts não estava na minha lista de leitura, nem mesmo na minha biblioteca, mas de tanto ouvir falar bem de suas obras, fiquei curiosa. Aí calhou de encontrar A Villa em uma promoção nas Americanas e, como a obra foi muito bem recomendada por quem entende, acabei adicionando à minha (interminável) lista de leitura.

A escrita de Nora Roberts é fluida, suave e faz com que você se apaixone sem nem perceber e logo nas primeiras páginas. Personagens e enredos são bem construídos e tudo te faz querer continuar a leitura até o último ponto final.

Não sou apreciadora de vinhos, mas ficou bem nítido que ela fez uma boa pesquisa sobre o processo da coisa toda para ambientar bem a questão da empresa como o todo, conseguindo ir do chão de produção aos escritórios de ponta com muita naturalidade. 

Sobre ter me rendido às amigas que não param de falar sobre ela até o nível da exaustão (mentira, elas pararam um pouco), não só não me arrependo como já pedi outras indicações.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)