30 de out de 2017

Gata Branca - Holly Black


Na minha vontade um tanto insana de aproveitar ao máximo meu acesso ao catálogo da Rocco, saí iniciando um monte de séries que tinha vontade de ler. Uma dessas séries foi a Senhores da Morte.

Um Meste é alguém que tem o poder de mudar emoções, memórias e destinos com o mais leve toque das mãos. Aqueles que conjuram sortes inexplicáveis ou que tecem fortes desejos de felicidade são conhecidos como Mestres da Sorte. Mas há aqueles capazes de quebrar ossos, transformar coisas (e pessoas) em outras ou até mesmo matar. Estes são os Mestres da Maldição.

Seja você de que tipo for, manifestar sua habilidade é ilegal. Você é considerado criminoso se descobrirem que você é um Mestre.

Apesar de seus pais e irmãos possuírem o toque mágico, Cassel Sharpe é um adolescente comum que tenta viver uma vida normal apesar da família estar envolvida com o crime organizado. A não ser pelo fato de ter matado sua amiga a facadas quando eles tinham quatorze anos. 

Uma noite ele acorda e se vê no topo no telhado de seu colégio, prestes a perder o equilíbrio e cair rumo à morte certa. Em seus sonhos, perseguia uma estranha gata branca que parecia ser uma constante em meio a vários outros sonhos inquietantes.

Ao ouvir escondido  uma estranha conversa de seus irmãos mais velhos, e de perceber que várias de suas memórias parecem escapar de sua mente, Cassel começa a questionar suas verdades e suas lembranças.

Dizem que a ignorância é uma virtude. No caso de Cassey, é uma marca de manipulação.

No meio de vários livros protagonizados por adolescentes que não parecem ter muita coisa na cabeça, Gata Branca trouxe uma narrativa consistente de um jovem que tentava sobreviver em seu mundo limitado até literalmente se forçar a entrar em um mundo que até então sempre pareceu excluí-lo.

O mundo criado por Holly Black me chamou atenção, e agora estou pensando seriamente no que vou fazer para conseguir o restante da série.

Um comentário:

  1. Oi Luiza,
    Ainda não li nada da autora. Tomei conhecimento dela quando vi o filme As Crônicas de Spiderwick que é adaptado de um de seus livros.
    Parabéns Any e Hérica!!
    Beijos,
    André | Garotos Perdidos

    ResponderExcluir

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)