7 de fev de 2018

A Dádiva do Lobo - Anne Rice


2017 foi um ano de excelentes leituras, e jamais poderei negar isso, mas senti falta de algumas coisas. Não pude me aventurar muito nos clássicos, senti falta de alguns autores, e a pilha dos comprados aumentou consideravelmente sem que eu pudesse fazer muita coisa para diminuí-la. Neste ano, fiz um compromisso comigo mesmo de me aventurar mais nas minhas caixas (e gavetas) e me esforçar para pegar os livros da estante de coleções que ainda estão sem ser lidos.

Uma das autoras que me deu saudade foi a minha diva maravilhosa Anne Rice, e não demorei nenhum pouco a me decidir me aventurar por este livro.

Reuben Golding é um jovem repórter a quem foi confiado a tarefa de fazer uma reportagem sobre uma antiga mansão na costa da Califórnia que seria posta a venda. A tarde compartilhada com a proprietária da casa, Marchent Nideck, foi uma das melhores que ele podia se lembrar.

A mansão,  mesmo em seu estado de semi-abandono, era o sonho consumado de todo e qualquer amante da literatura e da natureza, e ele foi tomado de amores não apenas pela construção, mas também pela propriedade e por sua dona também.

Mas se a tarde foi um sonho, a noite foi um pesadelo: Reuben foi acordado pelo s gritos de Marchant, e chegou tarde demais para impedir que ela fosse assassinada pelos invasores que entraram na mansão de madrugada. A consciência dele se manteve por tempo o bastante para também ver (ou mais sentir do que ver) a presença de uma fera gigantesca entrar em cena e estraçalhar os que mataram sua doce anfitriã e sair escuridão a fora.

Reuben saíra vivo da tragédia, abalado emocionalmente pela perda trágica de sua amada Marchent e muito ferido pela mordida que a criatura lhe dera, mas ainda assim, saíra vivo.

E a mordida o transformou em uma fera noturna guiada pelo aroma da maldade exalado por humanos que matam, torturam e estupram. A fama do lobo homem da Califórnia ganha proporções enormes em pouquíssimo tempo enquanto Reuben aprende a lidar com todas as consequências de sua nova condição.

A dádiva do lobo é uma narração ao melhor estilo Anne Rice que eu amo tanto: misteriosa e sedutora que te envolve suavemente até o momento em que você não consegue mais largar o livro.

Foi como voltar para casa depois de uma longa e cansativa ausência. <3

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)