13 de mar de 2018

Boneco de Neve - Jo Nesbo


A primeira noite de neve desperta diversas emoções nas pessoas mas, para algumas mulheres norueguesas, a primeira noite de neve pode significar que aquela será a ultima noite de suas vidas.

Começou como uma carta anonima na caixa de correios do inspetor Harry Hole, mas então características singulares surgem em diversos casos de desaparecimentos em, pelo menos, três cidades da Noruega: todas mulheres, casadas e com filhos, e, na cena (ou próximo a ela), um estranho boneco de neve colocado em lugar visível.

"Boneco de Neve" é o primeiro serial killer que Harry enfrenta em seu próprio terreno. O jogo é macabro e a caçada é imprevisível. Contra ele, um jogador capaz de mudar as regras da partida somente para tornar as coisas interessantes.

Acho que já falo isso em todas as resenhas que faço dele, mas o que posso fazer se é verdade? Jo Nesbo é a promessa de reviravolta em cada página, e não foi diferente neste livro. Apesar de não ter sentido tanto as cenas mais fortes como das outras vezes (e como nos primeiros capítulos de O Leopardo), Boneco de Neve é envolvente e arrepiante na medida certa.

Recentemente, descobri que o detetive Harry Hole é o protagonista de uma série com (atualmente) 11 livros. Seguindo a linha do tempo dessa série, Boneco de Neve é o livro numero 7, e acaba explicando algumas das coisas que reparei no Polícia (o décimo da série). Na prática, não faz muuita diferença lê-los fora de ordem (a não ser, até onde eu sei, o Leopardo, que, aparentemente, tem referencias diretas a esse livro), mas não sei dizer se isso se aplica a todos da série.

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)