15 de mar de 2018

Os Lobos da Invernia - Anne Rice


Os Lobos da Invernia é o segundo livro da duologia iniciada em A Dádiva do Lobo (há um retrospecto no início do livro, mas não indicaria ler este livro antes de seu antecessor).

Reuben Golding é agora um lobisomem formado e experiente, já tendo se acostumado às mudanças inerentes à sua espécie. Ele vive em Nideck Point junto aos outros Distintos Cavalheiros (é assim que ele entitula o grupo formado por Félix, Margon e os outros Morphenkinders veteranos que convivem com ele).

É início de dezembro, o dezembro do mesmo ano em que ele foi transformado. Ao redor dele, a mansão e a pequena cidade estão em polvorosa com os preparativos da gigantesca festa de Natal que Feliz está organizando, que inclui uma feira de artesanatos na cidade, que também está recebendo pousadas, moradias e moradores, e uma festa de gala com direito a vários corais espalhados pela mansão e comida a vontade.

O teor de Os Lobos da Invernia é mais metafísico, abrangendo bastante questões e costumes espirituais. Isso seria até bastante interessante se não fosse a overdose desse mesmo assunto que passei em Memnoch. Na verdade, Reuben mostrou tanta semelhança com o Príncipe Moleque que, em alguns momentos, a coisa toda ficou tediosa (apesar de isso não ter me feito sequer cogitar em abandonar a leitura). 

Claro, não estou falando que a progressão da história foi igual. Não foi, mas a sensação de deja vu foi forte e não gosto muito quando elas ocorrem.

A escrita e criatividade de Anne Rice compensaram tudo de maneira mais que suficiente para que eu considerasse Os Lobos da Invernia uma excelente leitura. M3

Nenhum comentário

Postar um comentário

Então, o que achou da postagem?
Vamos, não se acanhe! Será muito prazeroso ouvi-lo! (Mas seja educado por favor. ^^)
Ah sim! Se você tiver um blog, deixe seu endereço para que eu possa retribuir a visita. ;)